A cidade adormecida
Marcel Schwob (2021)
Brochura, miolo em papel pólen bold 80gr, 144págs.
Formato: 20x13cm.
Tiragem de 50 exemplares.
Tradução e organização de Camilo Prado.
Revisão de Márcio Simões.

R$ 30,00 (+ R$ 8,00 de envio - registrado econômico)

Marcel Schwob (1867-1905) é todo vísceras e cores. Sua escrita fantástica é colorida de sangue e sentimentos, mesclados com aspectos sinistros e maldosos do ser humano, apresentada de uma maneira que poderíamos chamar de mágica. Nele a arte da escrita alcança as esferas mais altas da prosa francesa.

Sua prosa se aproxima em certa medida daqueles franceses malvistos devido ao seu exagerado gosto pelo extraordinário, pelo sonho e pelos narcóticos. Nesta seleção o leitor encontrará quinze contos que provam porque Schwob é um autor de culto e de raros leitores.


Contos:
As embalsamadoras / A máquina de falar / O homem duplo / O incêndio terrestre / Os eunucos / O trem 081 / Aracne / As estriges / O homem velado / A flauta / A peste / As portas do ópio / O homem gordo - parábola / O "Papel-Vermelho" /  A cidade adormecida.

 


 



Nephelibatas em movimento